PREVALÊNCIA DE MALOCLUSÃO E AUTOPERCEPÇÃO EM ESCOLARES DE 10 A 16 ANOS DE IDADE EM ITAMBÉ, PARANÁ, BRASIL

Authors

  • MAIARA ROMAGNOLI ROMEIRO
  • RICARDO CESAR GOBBI DE OLIVEIRA
  • CLODOALDO PENHA ANTONIASSI
  • JULYANO VIERA DA COSTA
  • RENATA CRISTINA GOBBI DE OLIVEIRA

Abstract

A prevalência das maloclusões é considerado fator importante
na literatura ortodôntica, por dar diretrizes aos tratamentos
propostos pelos profissionais, além de servirem de
guia para um mapeamento oclusal em massa. Quando temos
o conhecimento da maioria das maloclusões presentes
em determinado grupo social, é possível elaborar estratégias
de prevenção para esta população envolvida. Dessa
forma, o objetivo deste estudo, foi avaliar a prevalência das
maloclusões em escolares de 10 a 16 anos de idade e a autopercepção
dos alunos no município de Itambé, Paraná,
Brasil, a fim de mapearmos a maior quantidade de maloclusões
envolvidas nessa população, para que num futuro
breve, possamos elaborar uma estratégia de tratamento
eficaz preventivo para esses pacientes.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2017-01-10

How to Cite

ROMEIRO, M. R., DE OLIVEIRA, R. C. G., ANTONIASSI, C. P., DA COSTA, J. V., & DE OLIVEIRA, R. C. G. (2017). PREVALÊNCIA DE MALOCLUSÃO E AUTOPERCEPÇÃO EM ESCOLARES DE 10 A 16 ANOS DE IDADE EM ITAMBÉ, PARANÁ, BRASIL. Uningá Review, 29(1). Retrieved from https://revista.uninga.br/uningareviews/article/view/1932

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 > >>