PLANTAS COM ATIVIDADE ANTIFÚNGICA NO TRATAMENTO DA CANDIDÍASE: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Authors

  • JÉSSICA DA SILVA RAIMUNDO
  • CLEYTON EDUARDO MENDES DE TOLEDO

Abstract

A candidíase consiste em uma infecção causada por leveduras
do gênero Candida. Essas infecções podem ser agudas
ou crônicas, localizadas ou sistêmicas. O agente mais
comum das candidíases é o fungo dimórfico Candida albicans,
que é a segunda causa mais frequente de vulvovaginite
e candidose oral. Assim este trabalho objetivou investigar
a produção cientifica sobre plantas com atividades antifúngicas
sobre leveduras do gênero Candida. Durante os
últimos anos observou-se o crescimento das infecções causadas
por fungos, cada ano que passa estão mais resistentes
frente aos antifúngicos disponíveis no mercado. Isto faz
com que haja necessidade de pesquisas em plantas, na
busca de atividades antifúngicas. A fitoterapia há vários
anos vem sendo utilizada com sucesso. No campo farmacológico,
este é um meio promitente, pois as reações adversas
das plantas medicinais e fitoterápicos são inferiores em
relação aos medicamentos sintéticos. Descreve-se neste artigo
as principais plantas medicinais e correlatos com atividade
antifúngica na candidíase, suas respectivas propriedades
farmacológicas, nomes populares e principais constituintes
fitoquímicos. Dentre elas estão: canela, romã, alecrim,
boldo do chile, goiabeira, manjericão, orégano, limão
siciliano, bardana, calêndula, própolis vermelha, aroeira e
braúna.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2017-02-10

How to Cite

RAIMUNDO, J. D. S., & DE TOLEDO, C. E. M. (2017). PLANTAS COM ATIVIDADE ANTIFÚNGICA NO TRATAMENTO DA CANDIDÍASE: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Uningá Review, 29(2). Retrieved from https://revista.uninga.br/uningareviews/article/view/1953