AVALIAÇÃO PARASITOLÓGICA E A EFICÁCIA DE UM PROTOCOLO DE VERMIFUGAÇÃO EM RATOS MANTIDOS EM BIOTÉRIO

  • Ana Louise de Araújo Lima
  • Bruna Mattos Ivo Junqueira
  • Lívia Maria de Araújo Lima
  • Patrícia Gonçalves da Motta UNIVAÇO - Ipatinga
  • Analina Furtado Valadão
  • Michelle Carvalho Maia
  • Jaqueline Melo Soares

Resumo

Os animais de laboratório são adequados e necessários para o desenvolvimento de estudos biológicos, tornando indispensável os cuidados com as condições sanitárias. O objetivo deste estudo foi verificar a eficiência da vermifugação como barreira sanitária utilizada no Biotério do Instituto Metropolitano de Ensino Superior apor meio de análise parasitológica das fezes e definir o padrão de sanidade dos animais de experimentação. Foi realizada uma análise de 23 amostras de fezes dos ratos do Biotério, da espécie Rattus novergicus, anterior e posteriormente à administração do medicamento Ivermectina comercial. As fezes foram processadas através da técnica de sedimentação por centrifugação e analisadas com microscópio de luz. O processo de vermifugação ocorreu em duas etapas, com intervalo de 15 dias, no intuito de melhorar a eficácia do tratamento. Antes da vermifugação foi encontrado o protozoário Entamoeba muris em apenas uma amostra (4,34%), sendo esta espécie considerada um micro-organismo não patogênico. Uma nova análise, 15 dias após a vermifugação, constatou a ausência de qualquer espécie de parasito. O protocolo de vermifugação utilizado foi considerado eficiente, entretanto ainda faz-se necessário a manutenção e o aprimoramento das medidas de controle que previnam o aumento da contaminação por parasitos e, consequentemente, a interferência nos resultados dos procedimentos experimentais.
Publicado
2019-06-02
Como Citar
LIMA, Ana Louise de Araújo et al. AVALIAÇÃO PARASITOLÓGICA E A EFICÁCIA DE UM PROTOCOLO DE VERMIFUGAÇÃO EM RATOS MANTIDOS EM BIOTÉRIO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 2, p. 100-108, jun. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2077>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Artigos