FREQUENCIA DE INTERAÇÕES POTENCIAIS MEDICAMENTO-MEDICAMENTO EM PRESCRIÇÕES MÉDICAS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE

Authors

  • FRANCIELE EMILY IAMAGUCHI
  • MÁRCIA TEREZINHA LONARDONI CROZATTI
  • DENNIS ARMANDO BERTOLINI
  • IZABEL GALHARDO DEMARCHI
  • ROGÉRIO TOSHIRO PASSOS OKAWA
  • JORGE JUAREZ VIEIRA TEIXEIRA

Abstract

O envelhecimento associado a maior prevalência das enfermidades
crônico-degenerativas e o grande consumo de
fármacos propicia aumento da incidência dos problemas
relacionados aos medicamentos. O estudo teve como objetivo
investigar a presença de interações potenciais graves
entre medicamento-medicamento e identificar a prescrição
de medicamentos potencialmente inapropriados (MPI) de
acordo com os critérios de Beers-Fick e PRISCUS. Foi realizado
um estudo retrospectivo e prospectivo na Unidade
Básica de Saúde – Vila Esperança (Maringá - Paraná) com
93 idosos (60 anos e mais) de ambos os sexos. Verificou-se a
existência de 380 interações medicamentosas (57 leves, 315
moderadas e oito graves), com freqüencia de 2,1% para
graves. Houve elevada frequência de discordância no número
de interações entre os portais eletrônicos consultados.
Os MPIs foram encontrados em 18 pacientes de acordo
com Beers-Fick e 35 de acordo com PRISCUS. O estudo
mostra um número reduzido de potenciais interações medicamentosas
graves e alguns impactos na qualidade de
vida do paciente idoso como: risco de hipocalemia, hemorragias
e hipoglicemias.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2017-01-10

How to Cite

IAMAGUCHI, F. E., CROZATTI, M. T. L., BERTOLINI, D. A., DEMARCHI, I. G., OKAWA, R. T. P., & TEIXEIRA, J. J. V. (2017). FREQUENCIA DE INTERAÇÕES POTENCIAIS MEDICAMENTO-MEDICAMENTO EM PRESCRIÇÕES MÉDICAS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE. Uningá Review, 29(1). Retrieved from https://revista.uninga.br/uningareviews/article/view/1936

Most read articles by the same author(s)