A A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE PARA O PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA: UMA QUESTÃO ÉTICA E TÉCNICA

  • Camila Ota de Freitas Uninga

Resumo

Diante da importância do papel que o psicólogo desempenha durante a análise, o presente trabalho é uma revisão literária de caráter qualitativo tendo como base a teoria da psicologia analítica, no qual buscou-se descrever a importância da análise pessoal do psicólogo para a realização do seu trabalho, desmistificando a figura do analista como um ser superior, colocando-o assim como um sujeito atuante na prática terapêutica.  


O referido trabalho procurou propiciar a conscientização a respeito da importância de que o analista separe suas vivências pessoais dos conteúdos internos de seus pacientes, deixando assim explícito que a ferramenta que ele dispõe para que ocorra essa separação é sua própria análise pessoal. Para tanto, a figura do analista foi ressignificada de um ser superior para fundamentalmente um ser ético, que é consciente de suas fragilidades e que deste modo está sujeito a sofrer os efeitos dos fenômenos que norteiam a análise como a projeção, transferência e principalmente contratransferência. O esclarecimento destes fatores que compõe o processo terapêutico pela perspectiva do analista ajudou no esclarecimento acerca dos efeitos negativos que a não realização da análise por parte do analista acarreta na análise. Por fim, o analista no decorrer de sua formação deve ter internalizado a sua responsabilidade para com o analisando e assim buscar durante toda a sua vida profissional a procura pelo entendimento do seu próprio inconsciente para que não interfira de modo negativo na análise utilizando-se para tanto da análise pessoal.  

Publicado
2018-06-27
Como Citar
DE FREITAS, Camila Ota. A A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE PARA O PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA: UMA QUESTÃO ÉTICA E TÉCNICA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 2, p. 177-187, jun. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/82>. Acesso em: 10 dez. 2018.
Seção
Artigos