HEPATOESPLENOMEGALIA POR LINFOMA HEPATOESPLÊNICO DE CÉLULAS T GAMA DELTA - RELATO DE CASO

Resumo

Este relato descreve um caso de linfoma hepatoesplênico de células T gama delta (LHCTGD), uma neoplasia rara e de rápida progressão, derivada principalmente de células T citotóxicas. O pico de incidência é em adultos jovens, na faixa etária de vinte a vinte e cinco anos, sendo mais prevalente no sexo masculino. Clinicamente os pacientes podem apresentar dor abdominal, fraqueza, hepatoesplenomegalia e trombocitopenia acentuada, além de sintomas sistêmicos e ausência de linfadenopatia. Na avaliação bioquímica é possível observar: aumento das transaminases e da fosfatase alcalina, anemia, pancitopenia e o aumento do nível de lactato desidrogenase. No que se refere ao tratamento, ainda são necessários mais estudos, atualmente, dispomos desde procedimentos cirúrgicos (esplenectomia) até esquemas quimioterápicos e transplante de células tronco hematopoiéticas. Este relato traz o caso de um paciente de 24 anos, do sexo masculino diagnosticado com linfoma hepatoesplênico de células T gama delta e também uma revisão de literatura realizada sobre o tema.
Publicado
2021-03-11
Como Citar
PICCINATO, Lucas Garcez Novaes et al. HEPATOESPLENOMEGALIA POR LINFOMA HEPATOESPLÊNICO DE CÉLULAS T GAMA DELTA - RELATO DE CASO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3549, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3549>. Acesso em: 17 set. 2021.
Seção
Artigos