JOGOS VIRTUAIS VIOLENTOS E INFLUÊNCIAS NO PSIQUISMO HUMANO

Authors

  • FABRICIO DANIEL DE NAPOLI
  • FRANCIELLE GONZALEZ CORREIA GOMES

Abstract

Esta pesquisa tem como objetivo analisar se o uso de jogos
virtuais violentos pode induzir o ser humano à atitudes
violentas. Assim, pretende-se responder a questão: os jogos
virtuais violentos podem incitar o ser humano à atitudes
violentas? Tal estudo nasce de uma inquietação pessoal
acerca do tema e se justifica enquanto uma contribuição à
sociedade, uma vez que versa sobre uma prática disseminada
em grande escala na mesma. Tem ainda a ambição de
que estes conhecimentos possam vir a nortear a prática da
psicologia. Foi feita uma revisão bibliografica nas bases de
dados: PEPSIC, SCIELO, LILACS e BVS entre os anos de
2002 e 2016. Utilizaram-se os descritores: "dependência de
jogos virtuais", "Jogos violentos", "videogames" e “influência
de jogos virtuais” para a busca de artigos. Foram
encontardos 92 e, destes, 11 foram efetivamente utilizados.
O trabalho foi dividido em quatro tópicos, a saber: O surgimento
dos jogos virtuais; Violencia virtual; Riscos dos
jogos virtuais e benefícios dos jogos virtuais. Concluiu-se
que os jogos virtuais podem incitar à violencia se utilizados
excessivamente por crianças. Em adultos, não se identificou
influência dos jogos violentos. Fazem-se necessárias ainda
mais pesquisas direcionadas ao contexto social em que os
jogadores se encontram.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2017-01-10

How to Cite

DE NAPOLI, F. D., & GOMES, F. G. C. (2017). JOGOS VIRTUAIS VIOLENTOS E INFLUÊNCIAS NO PSIQUISMO HUMANO. Uningá Review, 29(1). Retrieved from https://revista.uninga.br/uningareviews/article/view/1908