A ENFERMAGEM E O CUIDADO HUMANÍSTICO NA PARTURIÇÃO

  • Jucimar Frigo
  • Rosemeri Both Basso
  • Bernadete Kreutz Erdtmann
  • Sandra Mara Marin

Resumo

Realizamos um através de uma revisão integrativa da lite-ratura com o objetivo de avaliar as evidências científicasrelacionadas à enfermagem e o cuidado humanístico naparturição. Utilizou-se artigos publicados nas bases de da-dos BIREME e SIELLO, sendo delimitado um recorte notempo de 2000 a 2010, como critérios de inclusão com basenos descritores relacionados ao processo parturitivo. Osdados foram analisados através da elaboração de uma ta-bela contendoos descritores por meio do cruzamento com aassistência de enfermagem dispensada. Observou-se que atécnica mais citada como efetiva no alívio da ansiedade epercepção dolorosa no processo parturitivo é a presença doacompanhante. Evidenciou-se que a humanização do partoacontece a partir do momento que ocorre a individualidadede cada parturiente, suas diferenças culturais e emocionaisdevem ser respeitadas É possível sugerir que humanizar épropiciar conhecimento e conferir autonomia, tornando aparturiente protagonista de seu trabalho de parto.

Publicado
2017-10-18
Como Citar
FRIGO, Jucimar et al. A ENFERMAGEM E O CUIDADO HUMANÍSTICO NA PARTURIÇÃO. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 15, n. 2, p. 4, out. 2017. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/756>. Acesso em: 15 dez. 2018.