METANÁLISE DE CARACTERÍSTICAS SEMINAIS EM PANTHERA ONCA E PUMA CONCOLOR

  • KAUANA DE SOUZA SANTOS
  • ANDERSON MIGUEL DIAS KRYK
  • THÁBATA DE OLIVEIRA ALVES
  • JÉSSICA ALVES DE MIRA FRANCISCONE
  • GABRIEL DE AMORIM MARQUES
  • ISAAC ROMANI

Resumo

A onça pintada (Panthera onca) e a onça parda (Puma concolor) são os maiores felinos silvestres das Américas, considerados pelo IBAMA, as espécies mais ameaçadas de extinção. Uma das grandes ameaças a estes felinos é a perda constante de habitat, ocasionado pela fragmentação, que traz como consequência o isolamento de populações e do material genético, diminuindo a variabilidade genética e podendo afetar a espermatogênese nos machos. Faz-se necessário buscar estratégias de conservação in situ e ex situ. Dentre as estratégias de conservação ex situ destaca-se a reprodução assistida. Para isso, é importante compreender informações básicas de fisiologia reprodutiva para executar técnicas artificiais de reprodução. As características seminais são variáveis importantes no sucesso reprodutivo, na qual se destacam, concentração (Ce), motilidade (Mte) e morfologia espermática (Mfe). Os dados disponibilizados na literatura acerca destas variáveis apresentam diferenças significativas dentro de uma mesma espécie, o que dificulta o entendimento de qual seria um valor de referência, fato este, possivelmente solucionado por uma metanálise, onde se obteria um valor geral mais seguro. Este trabalho objetivou realizar uma metanálise para os valores de Ce, Mte e Mfe do sêmen de P. onca e P. concolor. Foram selecionados 20 trabalhos, um total de 11 para P. onca e 9 para P. concolor. Os dados das variáveis avaliadas foram extraídos dos artigos e tabulados. Posteriormente, os dados foram analisados pelo software MEDCALC®. O resultado da metanálise para as variáveis avaliadas em P. onca evidenciou que o valor sumarizado para Ce foi de 6,80±1,47x10⁶/ml, para Mte o valor sumarizado foi de 64,13±2,91% e Mfe apresentou valor de 43,72±4,56% de anormalidade. Para P. concolor, o valor para Ce foi de 15,97±3,47x10⁶/ml, Mte apresentou valor sumarizado de 55,16±3.91% e Mfe de 86,13±2,49% de espermatozoides anormais. Conclui-se que a metanálise foi útil para obtenção de valores gerais para as características de Ce, Mte e Mfe de P. onca e P. concolor, que é visível a variação intra e interespecífica para estas variáveis, destacando-se a Ce e Mfe, que podem afetar significativamente o sucesso reprodutivos destas espécies.
Publicado
2019-09-24
Como Citar
SANTOS, KAUANA DE SOUZA et al. METANÁLISE DE CARACTERÍSTICAS SEMINAIS EM PANTHERA ONCA E PUMA CONCOLOR. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 34, n. S1, p. 18, set. 2019. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/3065>. Acesso em: 20 out. 2019.