IMPORTÂNCIA DO FISIOTERAPEUTA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A REALIDADE DE UM MUNICÍPIO DO NORTE DO PARANÁ

  • Kátia Cristina de Souza UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ (UEM)
  • Dennis Armando Bertolini

Resumo

Com a instituição do SUS o modelo de atenção à saúde foi reestruturado e dentre as diversas situações que complicam a saúde, a atenção básica com sua equipe multidisciplinar, surge como peça fundamental para prevenção e promoção de saúde. Assim, este estudo teve por objetivo explanar sobre a importância da fisioterapia nas ações de saúde da atenção básica. A proposta consistiu em uma revisão bibliográfica e análise acerca da atuação do fisioterapeuta em um município do norte do Paraná, caracterizado por ser qualitativo e descritivo. Realizou-se um levantamento da literatura, buscando documentos nas bases de dados: LILACS (Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde), MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online), SCIELO (biblioteca virtual Scientific Electronic Library Online), Google Acadêmico e sites governamentais, com os descritores: Atenção Primária à Saúde, Estratégia Saúde da Família, Fisioterapia. Buscou-se documentos que explanassem sobre a atuação do fisioterapeuta na atenção primária, sendo selecionados utilizando os seguintes critérios de inclusão: livros, teses, artigos e outros tipos de publicações que abordassem o tema, publicados entre 2008 a 2018, indexados nas bases de dados supracitados, disponíveis na íntegra e no idioma português. Com este estudo pode-se verificar que a atuação do fisioterapeuta na atenção básica do município estudado ainda é muito restrita e encontra muitos obstáculos para se fortalecer. Constatou-se que é de grande valia consolidar o fisioterapeuta na atenção básica em saúde, pois sua inserção acarreta em inúmeros benefícios.
Publicado
2019-04-05
Como Citar
SOUZA, Kátia Cristina de; BERTOLINI, Dennis Armando. IMPORTÂNCIA DO FISIOTERAPEUTA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E A REALIDADE DE UM MUNICÍPIO DO NORTE DO PARANÁ. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. S4, p. 182-196, abr. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2788>. Acesso em: 17 jun. 2019.