RELAÇÃO DA VITAMINA D E RESISTÊNCIA À INSULINA

  • José Guedes da Silva Júnior Universidade Federal de Pernambuco
  • Jaianne da Silva Lins Faculdade Sete de Setembro
  • Talyta Valéria Siqueira do Monte Hospital Otávio de Freitas
  • Pedro Jorge Silva Melo Faculdade Sete de Setembro
  • Weber Melo do Nascimento Universidade Federal de Pernambuco
  • Maria Auxiliadora Macêdo Callou Faculdade Juazeiro do Norte

Resumo

A insulina é o hormônio responsável pela regulação da glicemia sanguínea, encarregada de sinalizar a entrada da glicose na célula. Quando há a deficiência desse hormônio, seja por defeito na sua secreção, quantidade de receptores ou falha pós-estímulo, gera uma hiperglicemia, ocasionando o diabetes mellitus tipo 2. A vitamina D funciona como um hormônio, e está envolvida em diversas funções do corpo humano, dentre elas o metabolismo da glicose e insulina. Para uma melhor compreensão foi realizada uma pesquisa através de um levantamento bibliográfico nas bases de dados PubMed, SciELO e Lilacs, com objetivo de elucidar a relação entre a vitamina D e a resistência à insulina. Devido a presença de receptores de vitamina D em diversos tecidos do corpo, tem sido bastante discutido os efeitos e a relação dessa vitamina em mecanismos que induzem ao DM2. Estudos demonstram que a hipovitaminose D, geralmente, está presente em portadores de diabetes, e que essa deficiência altera mecanismos que predispõe a ação ineficiente da insulina. Em contrapartida, relatam que a suplementação de vitamina D melhora tanto a glicemia em jejum, quanto a sensibilidade à insulina nos tecidos.
 
Publicado
2019-06-02
Como Citar
DA SILVA JÚNIOR, José Guedes et al. RELAÇÃO DA VITAMINA D E RESISTÊNCIA À INSULINA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 2, p. 195-214, jun. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2086>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Artigos