A Revista Uningá foi criada em 2004 pela então Faculdade Ingá e hoje Centro Universitário Ingá - UNINGÁ. É produzida trimestralmente, veiculada apenas digitalmente e voltada prioritariamente a veiculação de artigos na Área da Saúde.

A Revista é aberta, de livre acesso a todos os interessados, através do Open Journal System. A revista possui estratificação B4 pelo Sistema Qualis – CAPES. Atualmente está indexada às bases de dados EBSCO host – Fonte Acadêmica, Latindex, Diadorim e Portal de Periódicos da Capes.

A partir de janeiro de 2020, a revista adotou a publicação bilíngue (português e inglês), os trabalhos devem ser escritos em língua portuguesa, com qualidade vernacular adequada. Após o processo de revisão, os autores deverão enviar a versão em inglês do artigo, realizada por um dos profissionais de tradução indicados pela instituição, o conteúdo deve ser idêntico ao da versão final em português para que o trabalho possa ser considerado aprovado.

Todos os cadastros são sigilosos, assim como a submissão dos artigos, até a sua publicação. Somente textos originais, que não estejam sendo submetidos a outros periódicos simultaneamente ou que infrinjam direito de terceiros, devem ser submetidos a publicação na Revista UNINGÁ. O conteúdo do texto é de total responsabilidade de seus autores e uma vez submetido o texto, o autor concorda com todas as políticas e diretrizes da Revista UNINGÁ. 

 

POLÍTICA E DIRETRIZES DA REVISTA UNINGÁ 

Os artigos devem ser submetidos eletronicamente, através da plataforma do Open Journal System, disponibilizado no portal da UNINGÁ, mediante cadastro do autor.

Uma vez cadastrado, o(s) autor(es) podem realizar o seu acesso e submeter o texto a apreciação do Conselho Editorial com vistas a publicação. Apenas um texto por vez deve ser submetido a publicação. O processo editorial pode ser acompanhado mediante acesso ao sistema apenas pelo autor. Todo o processo editorial é sigiloso.

O trabalho submetido para publicação na Revista UNINGÁ deve apresentar os seguintes parâmetros:  

  • Ser original e inédito.
  • Ser redigido em língua portuguesa, contendo no máximo 8000 palavras.
  • Incluir o título em português e inglês.
  • Incluir um resumo e um abstract (de 150 a 250 palavras cada), antes do início do texto, um em português e outro em inglês.
  • Após os resumos, incluir linearmente entre três e cinco palavras-chave em português e keywordsem inglês.
  • O texto deverá ser apresentado em formato folha A4, editado em Word ou software semelhante, com espaçamento simples, com margem direita, esquerda, superior e inferior de 3 cm, fonte Arial 12. Não incluir notas no texto. 
  • Apresentar as citações e referências no padrão ABNT (formato de citação autor, data (SOBRENOME, ANO), formato da lista de referências com nomes dos autores com letras maiúsculas, título do periódico sem abreviação e em negrito, título de livro em negrito).
  • A identificação dos autores deve ser enviada em outro anexo (word) e conter o título do trabalho, o nome completo do(s) autor(es) e, em forma corrida, a titulação, a instituição da titulação, a instituição à qual está vinculado, e-mail, número do telefone para contato e também o endereço completo do autor de correspondência.

           (Para mais informações acesse Normas da Revista UNINGÁ).

Uma vez aprovado pelo Conselho Editorial e publicado na Revista os direitos autorais (@copyright) passam a ser da Revista UNINGÁ. 

A Revista UNINGÁ tem submissão de fluxo contínuo. 

 

TAXA DE PUBLICAÇÃO

Os manuscritos submetidos na Revista UNINGÁ adotam a implementação total do sistema open access, em que os autores contribuem com parte dos custos da publicação de seus artigos.

Cabe ressaltar que a cobrança só é realizada após a aprovação da publicação, de forma a deixar claro que esta iniciativa não tem nenhuma relação com a avaliação das submissões, que seguirá seu procedimento normal. Ou seja, nada é cobrado pela submissão do artigo.

O valor da taxa de publicação é de R$50,00 por artigo aprovado. Os pagamentos deverão ser feitos através de boleto bancário.

 

PROCESSO DE AVALIAÇÃO POR PARES 

Os artigos são recebidos e passam pelo desk review. Os artigos aceitos após o desk review serão avaliados às cegas por dois revisores da área de conhecimento da pesquisa, de instituições de ensino e/ou pesquisa nacionais e estrangeiras, de comprovada produção científica. Após as devidas correções e possíveis sugestões, o artigo será aceito se tiver dois pareceres favoráveis e será rejeitado quando dois pareceres forem desfavoráveis. No caso de um parecer favorável e um desfavorável, a decisão sobre a publicação ou não do artigo será do Conselho Editorial. 

 

POLÍTICA CONTRA PLÁGIO 

Em conformidade com as diretrizes do COPE (Committee on Publication Ethics), que visam incentivar a identificação de plágio, más práticas, fraudes, possíveis violações de ética e abertura de processos, no processo de desk review o editor-chefe avaliará o artigo com o sistema CrossCheck

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.