A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO NA SAÚDE DO INFANTE: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Resumo

As transformações fisiológicas decorrentes da gestação e hábitos durante a gravidez motivam o interesse sobre a necessidade de um pré-natal odontológico, para que se entenda as repercussões na saúde bucal da mãe e do recém-nascido. A gestação é uma fase adequada para promoção de saúde bucal, pois é um momento que a mulher é mais receptiva a aquisição de novas práticas que ajudam no autocuidado e favorecem o desenvolvimento de seu bebê. Este estudo teve como objetivo revisar a literatura acerca da importância do pré-natal odontológico e da repercussão das alterações fisiológicas na gestação e hábitos da mãe sobre o infante. Tratou-se de uma revisão de literatura, tendo por critério de elegibilidade a seleção de artigos nos idiomas inglês, português e espanhol, indexados às bases de dados PubMed e SciELO, de 2009 a 2019, através do operador booleano “AND”. A inclusão da Odontologia no acompanhamento das gestantes é vista como parte essencial dos cuidados no pré-natal, considerando que alterações físicas e comportamentais durante este período estão associadas às reações inflamatórias no tecido gengival, propiciando a instalação de manifestações bucais como a cárie dentária e a doença periodontal. São ressaltados os empecilhos encontrados quanto à falta de informação da gestante, despreparo profissional por falta de conhecimento para o atendimento e a dificuldade de acesso ao serviço. A inclusão da Odontologia no pré-natal é importante, visto que evita desordens na saúde geral e bucal materno-infantil.
Publicado
2021-03-11
Como Citar
NASCIMENTO, Ana Laura Cavalcante et al. A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO NA SAÚDE DO INFANTE: UMA REVISÃO DE LITERATURA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3566, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3566>. Acesso em: 17 set. 2021.
Seção
Artigos