DIAGNÓSTICO CLÍNICO E TRATAMENTO CONSERVADOR DE LÍQUEN PLANO ORAL RETICULAR E EROSIVO: RELATO DE CASO CLÍNICO

Resumo

O líquen plano oral é uma patologia autoimune com predileção entre a quarta e a sexta décadas de vida, por indivíduos do sexo feminino e leucodermas. A patogênese do mesmo é incerta, pode estar relacionada com hepatopatias crônicas, estresse, distúrbios hormonais, etc. Suas principais formas de apresentação são: reticular e erosivo. O objetivo desse artigo é relatar o caso de um paciente com líquen plano reticular e erosivo em cavidade oral cuja história e aspectos clínicos foram determinante para o diagnóstico e tratamento. Trata-se de um relato de caso de um indivíduo masculino, 60 anos, leucoderma, procurou atendimento referindo queimação na bochecha e gengiva ao beber vinho e usar vinagre, já havia passado por diversos profissionais e múltiplos tratamentos sem diagnóstico ou melhora dos sintomas. Na história médica relatou hepatopatia e plaquetopenia crônica. Ao exame físico, notou-se mucosa jugal atrófica, com áreas de ulceração e erosão bilateral, com presença de estrias brancas de aspecto reticular, placas esbranquiçadas no dorso lingual e áreas estriadas em crosta em mucosa labial superior. Diante do quadro clínico foi prescrito propionato de clobetasol 0,05% e solicitados exames complementares (hemograma, glicemia, VSG, ácido fólico, B12, ferro sérico, TSH e anti-HCV). Após 14 dias, observou-se remissão completa das lesões e da sintomatologia dolorosa, não foram observadas alterações dignas de nota nos exames complementares. Assim, o paciente, seguirá em acompanhamento periódico e mediante a recidivas retomará a corticoterapia, e, diante da ocorrência de novos achados clínicos anormais, a biópsia incisional será indicada.
Publicado
2021-03-11
Como Citar
DEGASPERI, Jeniffer; GUERRA, Letícia de Freitas Cuba. DIAGNÓSTICO CLÍNICO E TRATAMENTO CONSERVADOR DE LÍQUEN PLANO ORAL RETICULAR E EROSIVO: RELATO DE CASO CLÍNICO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3427, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3427>. Acesso em: 19 abr. 2021.
Seção
Artigos