LEVANTAMENTO EPIDEMIOLÓGICO DE ESQUISTOSSOMOSE MANSONI EM LONDRINA-PR

  • Márcia Regina Terra
  • Rafaela Sterza da Silva
  • Cristhiane da Silva Ferreira Gonçalves
  • José Augusto Rodrigues Pereira
  • Jaqueline Zanardo

Resumo

A esquistossomose mansoni (EM) é uma parasitose que atinge milhares de pessoas, sendo causada pelo Schistosoma mansoni. A endemicidade desta patogenia esta correlacionada com a precariedade do saneamento básico, comunidade de baixa renda e com o contato de indivíduos com fontes hídricas contaminadas. Devido à problemática exposta o presente estudo visa realizar o levantamento epidemiológico dos casos positivos de EM no município de Londrina- Paraná.  No período de 2007 a 2015 no município de Londrina foram notificados 66 casos. A taxa de internação no período de 2000 a 2012 foi de 0.0-0.4 internações por 100.000 habitantes e a taxa de mortalidade por EM por 100.000 habitantes no período de 2000 a 2011 foram de 0.0 a 0.6. A inserção desta afecção no estado do Paraná se deu devido à migração de trabalhadores de áreas endêmicas para a região norte a procura de emprego e na atualidade está helmintose continua a ser um problema de saúde publica que necessita de intervenções por meio de ações que visem a erradicação do hospedeiro intermediário, bem como em educação em saúde para que os portadores façam o tratamento a fim de quebrar o ciclo da doença.

Publicado
2018-10-26
Como Citar
TERRA, Márcia Regina et al. LEVANTAMENTO EPIDEMIOLÓGICO DE ESQUISTOSSOMOSE MANSONI EM LONDRINA-PR. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 3, p. 208-217, out. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2551>. Acesso em: 19 nov. 2018.
Seção
Artigos