ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM PACIENTES VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRÂNIO ENCEFÁLICO: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Leilyanne de Araújo Mendes Oliveira Enfermeira Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Federal do Piauí.
  • Yndiara Kássia da Cunha Soares Enfermeira Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Federal do Piauí.
  • Laís Cristina Noleto Enfermeira Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Federal do Piauí.
  • Ana Virginia Campos Fontinele
  • Mariana Portela Soares Pires Galvão Enfermeira, Especialista em Urgência e Emergência pela UNINOVAFAPI
  • Josenice Marques de Souza Enfermeira Especialista em Enfermagem Obstétrica pela Universidade Federal do Piauí.

Resumo

Introdução: Um dos principais problemas de saúde pública de âmbito mundial, o Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) está se tornando cada vez mais incidente no mundo moderno. O traumatismo crânio-encefálico (TCE) é um ataque causado por fatores físicos ao crânio decorrente de impacto externo, podendo ser penetrante ou não, gerando modificações cerebrais como: incapacidade intelectual, transtornos de mobilidade física e de cognição, seja momentânea ou irreversível. Objetivo: O presente estudo tem intuito de apresentar uma revisão bibliográfica caracterizando a produção científica acerca da assistência de enfermagem, expondo quais principais intervenções de enfermagem diante de um paciente vítima de TCE. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa realizada no período entre 2010 a 2017, indexados nas bases de dados: LILACS, SCIELO, BDENF e MEDLINE. Resultado: Identificar corretamente as principais necessidades básicas individuais do paciente possibilitando ao profissional enfermeiro alcançar objetivos que representam progresso na assistência à saúde como também na inovação de possibilidades para conduzir o atendimento e a terapêutica ao cliente, ponderando a diminuição de sequelas e resolução final. Conclusão: Para que se garanta uma assistência de forma qualificada e humanizada aos pacientes vítimas de TCE, é importante que a equipe de enfermagem esteja apta a desempenhar sua função, dando ênfase a uma sistematização de cuidados que garantem a autonomia de enfermagem na equipe multiprofissional. Essa prestação de cuidados ao paciente exige do profissional enfermeiro múltiplos conhecimentos e a compreensão e iniciativa quanto ao processo de liderança da equipe, destacando o relacionamento interpessoal com familiares das vitimas e tomada de decisões eficazes.

Publicado
2018-06-12
Como Citar
MENDES OLIVEIRA, Leilyanne de Araújo et al. ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM PACIENTES VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRÂNIO ENCEFÁLICO: REVISÃO INTEGRATIVA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 2, p. 33-46, jun. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2090>. Acesso em: 21 ago. 2018.
Seção
Artigos