AVALIAÇÃO SOBRE O ARMAZENAMENTO DA INSULINA EM UMA AMOSTRAGEM DE USUÁRIOS

  • Marcelo Koch
  • Matheus Pereira Marin
  • Odair Antonio Trindade
  • Rafaela Dal Piva CESUFOZ

Resumo

Introdução: O diabetes mellitus é uma doença crônica que apresenta como principal manifestação a hiperglicemia contínua ou intermitente pela deficiência da produção e/ou ação da insulina. O diabetes mellitus se classifica basicamente em tipo 1 e tipo 2, sendo que no primeiro há ausência de insulina fazendo com que o portador dependa de insulina exógena. Por se tratar de uma proteína, a insulina requer de alguns cuidados no seu armazenamento para que não haja diminuição ou perda de sua atividade biológica, comprometendo assim o tratamento. Objetivo: Verificar se o armazenamento da insulina está sendo feito de maneira correta por parte de usuários de insulina exógena em uma determinada amostragem. Materiais e Métodos: Foi realizada uma entrevista com aplicação de questionário com 100 pacientes voluntários de ambos os sexos, com idades entre 20 e 80 anos, usuários de insulina e cadastrados no Sistema Federal do Programa Farmácia Popular ou que possuíam cadastro no estabelecimento em que a pesquisa foi realizada.
Resultados: Verificou-se que 70% dos participantes não armazenam corretamente a insulina. Desses, 64% são pessoas com idade entre 50 e 80 anos e que desconhecem sobre o correto armazenamento da insulina. Os 36% restantes, são pessoas na faixa etária de 20 – 50 anos. Conclusão: O elevado número de usuários que não armazenam a insulina de forma correta pode estar comprometendo o tratamento desses pacientes. Ainda, destaca-se a importância da atenção farmacêutica na dispensação da insulina pois ficou claro o desconhecimento desses pacientes quanto à importância da correta conservação desse produto.
Publicado
2019-03-12
Como Citar
KOCH, Marcelo et al. AVALIAÇÃO SOBRE O ARMAZENAMENTO DA INSULINA EM UMA AMOSTRAGEM DE USUÁRIOS. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 1, p. 17-25, mar. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2050>. Acesso em: 17 jun. 2019.
Seção
Artigos