BIOSSEGURANÇA E PRECAUÇÃO PADRÃO NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: REVISÃO INTEGRATIVA

  • OLVANI MARTINS DA SILVA
  • MARIELI CRISTINA RIBEIRO
  • VANESSA CORREA DE MORAES
  • THAISE CARINA XAVIER
  • ROSANA AMORA ASCARI
  • GLORIANA FRIZON

Resumo

Trata-se de uma revisão integrativa de literatura com objetivode caracterizar a produção científica sobre a biossegurançae precaução padrão em unidade de terapia intensiva– UTI e descrever os fatores que contribuem para o ambientesalubre na UTI e hábitos dos profissionais. Para a coletade dados na Biblioteca Virtual da Saúde foram utilizadosos descritores: “Precaução”, “Terapia Intensiva”,“Equipe de Enfermagem” e “Exposição a Agentes Biológicos”.Foram incluídos 10 artigos os quais sinalizam riscosocupacionais em trabalhadores da unidade intensiva, sobretudo,riscos biológicos decorrentes do excesso de tarefas,da falta de tempo e atenção, urgência no atendimento, exposiçãoà perfurocortantes e reencape de agulhas, além doquadro reduzido de pessoal. Pouca importância é dada àsquestões de biossegurança devido a falta de equipamentosde proteção individual e material para higiene das mãos e,pela não aderência do uso de EPI e medidas de higiene.Sugere-se a implementação de estratégias que promovam acapacitação profissional em biossegurança e precauçãopadrão na unidade de terapia intensiva para a consolidaçãode ambiente favorável a promoção da saúde.
Publicado
2016-09-20
Como Citar
DA SILVA, OLVANI MARTINS et al. BIOSSEGURANÇA E PRECAUÇÃO PADRÃO NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: REVISÃO INTEGRATIVA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 49, n. 1, set. 2016. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1302>. Acesso em: 24 jan. 2021.
Seção
Artigos