MORTALIDADE POR SUICIDIO EM IDOSOS: UMA ANÁLISE DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO NO SUL DO BRASIL

  • DANIELLY VIVIANE STAUT CABRAL
  • JOSYARA PENDLOSKI

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar a mortalidadepor lesões autoprovocadas voluntariamente (suicídio) em idososno Sul do Brasil. Foram utilizados arquivos epidemiológicosda base de dados do sistema DATASUS á respeito dos óbitosde indivíduos acima de 60 anos no período de 2003 a 2012.Ao ser analisado o dado sobre a mortalidade por autolesõesprovocadas voluntariamente em idosos observa-se que no períodode 10 anos o estado do Rio grande do Sul tem o maioríndice sendo registrados, no total, 2550 óbitos por suicídio emidosos; no Paraná os óbitos foram de 839 e em Santa Catarina873. É fundamental o estudo do tema, pois possibilita analisara mortalidade por suicídio em idosos no Sul do Brasil, fazendoparte de seu conteúdo conceder aos profissionais desaúde e as autoridades da área da assistência ao idoso o conhecimentosobre a seriedade do fato. Identificado o perfil damortalidade no sul do Brasil é possível apresentar soluçõesfundamentadas a serem exercidas frente a população idosapara que essa problemática seja combatida. Devem ser utilizadosos programas de atenção já existentes propondo as adequaçõesnecessárias a cada estado.
Publicado
2016-03-21
Como Citar
CABRAL, DANIELLY VIVIANE STAUT; PENDLOSKI, JOSYARA. MORTALIDADE POR SUICIDIO EM IDOSOS: UMA ANÁLISE DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO NO SUL DO BRASIL. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 47, n. 2, mar. 2016. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1274>. Acesso em: 30 nov. 2021.
Seção
Artigos