CAMINHOS DA SAÚDE NO BRASIL E REFLEXOS NO MUNICÍPIO DE MARINGÁ-PR.

  • NESTOR ALEXANDRE PEREHOUSKEI
  • GILDA MARIA CABRAL BENADUCE

Resumo

Este artigo analisa as mudanças paradigmáticas no setor da saúde pública brasileira e sua trajetória e repercussões em Maringá. Estendendo-se desde o período da crise da previdência social nos anos 1970 até 2008. Discute-se sobre o direito universal de acesso do cidadão aos serviços de saúde e, sobre as formas de atendimento curativo e preventivo. Estas são postuladas na perspectiva geográfica, como uma conquista dos direitos humanos em que a ação parte do avanço da sociedade brasileira mediada pela ação do Estado cujas pesquisas e trabalhos publicados, aqui mereceram atenção. A sistematização de projetos e ações na área da saúde em Maringá iniciou-se em 1990, passando pela implantação do programa saúde da família em 1997 até o plano municipal de 2008. A partir do programa saúde da família buscou-se oferecer o atendimento domiciliar em saúde, entendendo-se por um tratamento preventivo dentro de um território estabelecido.
Publicado
2010-01-11
Como Citar
PEREHOUSKEI, NESTOR ALEXANDRE; BENADUCE, GILDA MARIA CABRAL. CAMINHOS DA SAÚDE NO BRASIL E REFLEXOS NO MUNICÍPIO DE MARINGÁ-PR.. Uningá Review Journal, [S.l.], v. 1, n. 1, jan. 2010. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/479>. Acesso em: 26 jan. 2022.