Citrus limon, Melaleuca alternifolia E Psidium guajava COMO INIBIDORES NATURAIS DE Sporothrix schenckii

Resumo

A esporotricose é uma micose subcutânea, de caráter crônico, que pode acometer animais, como cães e gatos e em menor frequência os seres humanos. O agente etiológico pertence ao complexo Sporothrix schenckii. O tratamento para esta infecção, com os medicamentos atualmente disponíveis, é longo e muitas vezes ineficaz por falta de adesão à medicação de escolha ou até mesmo por resistência do fungo aos antifúngicos disponíveis. O objetivo deste estudo foi analisar in vitro o potencial do óleo essencial de Citrus limon, do óleo essencial de Melaleuca alternifolia e do extrato da folha de Psidium guajava como fármacos naturais para inibição do crescimento de Sporothrix schenckii e por fim comparar a eficácia desses substratos naturais com o antifúngico sintético mais utilizado no tratamento da doença, o itraconazol. Os métodos utilizados na pesquisa foram o de disco difusão em ágar e o ensaio da concentração inibitória mínima (CIM). Os testes realizados demonstraram que os óleos essenciais e o extrato estudado foram eficientes para inibir o crescimento fúngico superando até mesmo o itraconazol, utilizado como controle experimental. Os dados obtidos permitem sugerir que os óleos essenciais e o extrato testados podem ser utilizados como tratamento alternativo ou possivelmente para complementar o tratamento convencional, sendo necessários mais estudos in vivo para confirmar essa afirmação. Os resultados aqui obtidos são relevantes para futuras utilizações desses biofármacos para o tratamento da esporotricose que tem se tornado cada vez mais frequente em felinos em Belo Horizonte e região metropolitana.
Publicado
2020-10-20
Como Citar
SANTOS, Júlio Róger Evangelista dos; CASTELUBER, Marisa Cristina da Fonseca. Citrus limon, Melaleuca alternifolia E Psidium guajava COMO INIBIDORES NATURAIS DE Sporothrix schenckii. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 35, p. eRUR3520, out. 2020. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/3520>. Acesso em: 23 nov. 2020.
Seção
1º Seção: Meio Ambiente e Agrárias