AVALIAÇÃO DE SARCOMA DE TECIDOS MOLES EM UM CÃO: RELATO DE CASO

  • NAYARA MAIRA DALGALLO BONETTI
  • MARCIA SOUZA MENEZES
  • VIVIANE VIEIRA FAVARETTO

Resumo

Os sarcomas de tecidos moles (STM), são um grupo de neoplasias malignas, de origem mesenquimal que acometem principalmente a pele e o tecido subcutâneo, e possuem difícil diferenciação devido a seu comportamento e características celulares serem muito semelhantes entre si. O diagnóstico só pode ser confirmado por meio de exame histopatológico, entretanto, os exames laboratoriais e de imagem constituem ferramentas importantes na conduta e escolha do tratamento. Objetivou-se relatar o caso de um paciente canino, fêmea, da raça pitbull, 5 anos de idade, que foi atendido em uma clínica na cidade de Maringá. Inicialmente, o paciente apresentava um quadro de epistaxe, com posterior confirmação do diagnóstico para Erlichiose que foi tratado de imediato. Após seis meses o animal retornou apresentando quadro de apatia, fraqueza, edema ventral de tórax e em membros torácicos. No exame físico, à palpação, suspeitou-se da presença de uma massa abdominal. Foram realizados exames hematológicos, bioquímica sérica, ultrassonografia abdominal e radiografia torácica. Os exames laboratoriais evidenciaram anemia, leucocitose com desvio a esquerda, trombocitopenia e aumento significativo das enzimas Creatinaquinase (CK) e Aspartato transaminase (AST). A radiografia demonstrou efusão pleural e no ultrassom foi descrito uma alteração no padrão estrutural muscular de caráter difuso, caracterizado por faixa ecogênica levemente heterogênea com presença de líquido e septos ecogênicos, sugestivo de miopatia inespecífica possivelmente de etiologia inflamatória, com diagnóstico diferencial para neoplásica. Em dois dias o animal retornou à clínica com piora significativa no quadro, uma anemia mais pronunciada, leucocitose e aumento das enzimas CK e AST. Devido a rápida evolução do quadro e debilidade do animal, o tutor optou por eutanásia. Após a necropsia um fragmento da massa abdominal foi encaminhado para exame histopatológico que revelou uma proliferação neoplásica intensamente infiltrava, com diagnóstico de sarcoma de tecidos moles indiferenciado de alto grau. Esse relato confirma a dificuldade na identificação rápida dos STM’s, e evidencia a importância dos exames laboratoriais e de imagem como ferramentas auxiliares para fins de caracterização das lesões e direcionamento para diagnóstico definitivo.
Publicado
2019-09-24
Como Citar
BONETTI, NAYARA MAIRA DALGALLO; MENEZES, MARCIA SOUZA; FAVARETTO, VIVIANE VIEIRA. AVALIAÇÃO DE SARCOMA DE TECIDOS MOLES EM UM CÃO: RELATO DE CASO. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 34, n. S1, p. 24, set. 2019. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/3077>. Acesso em: 20 out. 2019.