AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA E FÍSICO-QUÍMICA DE CARNE IN NATURA COMERCIALIZADA EM CAMPO MOURÃO – PR

  • Larissa Cristina Costa Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

A carne moída é amplamente utilizada hoje em dia, pela sua praticidade, baixo preço e por ser fonte de proteínas. Porém, a carne moída por ter uma maior área de contato se torna um meio altamente favorável para o crescimento de microrganismos vindo deteriorar o produto e, assim diminuir seu tempo útil de comercialização e vinculando doenças aos consumidores. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade higiênico-sanitária através de análises microbiológicas e através de análises físico-química de carne bovina moída in natura comercializada na cidade de Campo Mourão / Pr. Para tanto, foram determinados aleatoriamente 2 pontos de grande comercialização de carne bovina no município e, foram estudadas 8 amostras. Em relação à qualidade microbiológica todas as amostras encontraram-se dentro dos padrões estabelecidos visto que a legislação só estabelece padrões para ausência de salmonella em 25 g de alimentos. Nas análises físico-químicas houve pouca variação nos resultados e somente a amostra B obteve valores acima na análise de filtração, mas todos os resultados não obtiveram diferença significativa em nível de 5% pelo teste de Tukey. Mas nem sempre análises físico-químicas são usadas para avaliar qualidade de um produto, somente uma análise microbiológica nós daremos informações pertinentes a qualidade higiênico-sanitária do produto.

Publicado
2018-03-13
Como Citar
COSTA, Larissa Cristina. AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA E FÍSICO-QUÍMICA DE CARNE IN NATURA COMERCIALIZADA EM CAMPO MOURÃO – PR. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 33, n. 1, p. 55 - 65, mar. 2018. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/2067>. Acesso em: 21 set. 2018.