ABSENTEÍSMO NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO: ESTUDO DE CASO NA LINHA DE PRODUÇÃO EM UMA INDÚSTRIA DE INJEÇÃO PLÁSTICA

ESTUDO DE CASO NA LINHA DE PRODUÇÃO EM UMA INDÚSTRIA DE INJEÇÃO PLÁSTICA

  • EDSON LUIZ GIROLDO Centro Universitário Ingá - UNINGA
  • CRISLAINE RODRIGUES GALAN
  • EDUARDO ALVES DE OLIVEIRA
  • ANDRES JOSÉ COCATO STELUTI

Resumo

O termo absenteísmo, também denominado “ausentismo”, é utilizado para referenciar as ausências dos colaboradores ao trabalho, por motivos justificados ou não. Diversos são os fatores que influenciam o absenteísmo, como saúde, plano de carreira, gestão de pessoas e questões sociais e, por ser complexo, se torna de difícil gerenciamento exigindo atenção constante das organizações. Para ser competitiva em um mercado exigente, as organizações devem atuar na prevenção das causas que levam a ausências no trabalho e assim ter capacidade produtiva. O maior “patrimônio” de uma empresa são seus colaboradores e só uma Gestão de Pessoas eficiente é capaz de promover uma relação harmoniosa entre pessoas e organização em busca do desenvolvimento. A pesquisa foi realizada em uma indústria da região de Maringá – PR, através de verificação documental com o objetivo de identificar e avaliar os impactos das ausências dos colaboradores para o trabalho, considerando como ausências as faltas injustificadas ou não. Após a compilação das informações, ficou evidenciado que o absenteísmo tem suas maiores causas, conforme a Classificação Internacional de Doenças – CID 10, relacionadas ao CID M (Doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo) e CID Z (Fatores que influenciam o estado de saúde e o contato com os serviços de saúde) e que os fatores que levam ao absenteísmo é especifico de cada pessoa, da cultura, da região e devem ser tratados separadamente. Os resultados dos estudos na empresa, geraram algumas ações que reduziram a taxa de absenteísmo de 11% em 2014 e de quase 18% em 2015 para aproximadamente 4% em 2016. O que nos leva a concluir que os programas implementados como o 5S, rodízio, Programa de participação de Resultados (PPR), cesta básica, promoção interna, medicina do trabalho e ergonomia, proporcionaram uma redução significativa na taxa de absenteísmo.

Publicado
2018-07-27
Como Citar
GIROLDO, EDSON LUIZ et al. ABSENTEÍSMO NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO: ESTUDO DE CASO NA LINHA DE PRODUÇÃO EM UMA INDÚSTRIA DE INJEÇÃO PLÁSTICA. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 33, n. 2, p. 88 - 104, jul. 2018. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/1875>. Acesso em: 15 dez. 2018.