PREVALÊNCIA DE CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES EM PACIENTES DA CLINICA DE ODONTOLOGIA DA FACULDADE INGÁ

  • TARSIS SALOMÉ HERNANDES
  • RENATA CRISTINA GOBBI DE OLIVEIRA
  • JULYANO VIEIRA DA COSTA
  • RICARDO CÉSAR GOBBI DE OLIVEIRA

Resumo

Vários termos são usados para se referir a agenesia, porexemplo hipodontia (ausência de até seis elementos) e oligodontia(ausência de seis ou mais elementos) ou total,sendo chamada de anodontia. A agenesia dentaria é consideradauma anormalidade de desenvolvimento craniofacialque consiste na redução do número de dentes e podeocorrer isoladamente ou associada a síndromes, tambémocorrem por fatores ambientais como traumatismos,infecções como rubéola e sífilis, quimioterapia,radioterapia. A prevalência pode variar conforme apopulação é mais frequente nos dentes permanentes e emmulheres, sendo mais frequente nos terceiros molares,segundo pré-molares inferiores e incisivos lateraissuperiores. A ausência dentária pode afetar oclusãoalterações na posição dos dentes problemas periodontais,diastemas, disfunções mastigatórias e na fala, além de umaestética desarmônica. Diagnosticar esta anomaliaprecocemente é de grande importância, pois permite que oprofissional possa escolher um numero maior de tratamentos,possibilitando um plano de tratamento mais apropriado.O planejamento do tratamento tem como objetivorestabelecer função e estética ao paciente sendo imprescindívelo envolvimento multidisciplinar junto às especialidadescomo Periodontia, Dentística, Prótese e Implantodontia e ortodontia.
Publicado
2018-01-19
Como Citar
HERNANDES, TARSIS SALOMÉ et al. PREVALÊNCIA DE CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES EM PACIENTES DA CLINICA DE ODONTOLOGIA DA FACULDADE INGÁ. REVISTA UNINGÁ REVIEW, [S.l.], v. 24, n. 3, jan. 2018. ISSN 2178-2571. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uningareviews/article/view/1714>. Acesso em: 18 jun. 2019.