COMPARAÇÃO ENTRE O USO DE TOXINA BOTULÍNICA E OUTROS PROCEDIMENTOS NA CORREÇÃO DO SORRISO GENGIVAL

  • Eliton Vicente de Paulo centro universitário ingá - uningá
  • Renata Cristina Gobbi de Oliveira
  • Karina Maria Salvatore de Freitas
  • Ricardo Cesar Gobbi de Oliveira

Resumo

A exposição do tecido gengival superior a 2mm é caracterizada como sorriso gengival, e o uso da toxina botulínica para correção desta alteração,  tem se destacado nos últimos anos. Esse fato acontece devido ao procedimento ser pouco invasivo, de rápido resultado e reversível. Outros procedimentos como aumento de coroa clínica, cirurgia ortognática e intrusão ortodôntica também são utilizados, porém demandam um tempo maior para resultado, com grau de complexidade e valores mais elevados e de maior invasão, tendo também a negativa de serem irreversíveis. Com a toxina, a correção do sorriso gengival é realizada através da aplicação de toxina botulínica no músculo elevador do lábio e da asa do nariz, reduzindo a hiperfunção destes músculos, e abaixando o sorriso do paciente. Este trabalho tem por finalidade mostrar uma comparação entre as possibilidades de procedimentos para correção do sorriso gengival e com toxina botulínica, enfatizando os prós e os contras de cada procedimento.

Publicado
2018-06-27
Como Citar
DE PAULO, Eliton Vicente et al. COMPARAÇÃO ENTRE O USO DE TOXINA BOTULÍNICA E OUTROS PROCEDIMENTOS NA CORREÇÃO DO SORRISO GENGIVAL. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 2, p. 188-199, jun. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/821>. Acesso em: 10 dez. 2018.
Seção
Artigos