A PERCEPÇÃO DE IDOSOS HIPERTENSOS AO ATENDIMENTO DE ENFERMAGEM EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

  • MIRELLY MINEIRO PENHA Associação de Ensino Superior do Piauí - AESPI
  • Tino Marcos Mota da Silva
  • Lennarra de Siqueira Coelho
  • Amanda Pereira de Azevedo
  • Antonio Werbert Silva da Costa Enfemeiro pós-graduando em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Sinapses
  • Rodrigo de Araújo Silva
  • Mércia Tamires Silveira do Vale
  • Francisca Winola Silva da Costa

Resumo

O objetivo deste estudo foi descrever e avaliar a percepção dos idosos atendidos na estratégia saúde da família quanto o acompanhamento de enfermagem. Tratou-se de um estudo descritivo, exploratório com abordagem qualitativa, realizado com idosos portadores de hipertensão arterial sistêmica, em uma Unidade Básica de Saúde, situada na cidade de Teresina, Piauí. Os dados foram coletados em outubro de 2016, através de entrevista semiestruturada, abordando aspectos sociodemográficos e relacionados ao objetivo. As respostas foram gravadas e transcritas na integra para depois serem analisadas. Participaram desta pesquisa 12 idosos hipertensos com as faixas etárias de 60 a 68 anos, a maioria casados, com ensino fundamental incompleto, do sexo feminino, com renda familiar média de um salário mínimo. Percebe-se, de modo geral, que os idosos estão satisfeitos com o cuidado prestado pelos profissionais de saúde diante das condutas adotadas para a prevenção e promoção da saúde.


Palavras Chaves: Hipertensão, idoso, enfermeiro, atenção primária à saúde.

Publicado
2018-03-06
Como Citar
PENHA, MIRELLY MINEIRO et al. A PERCEPÇÃO DE IDOSOS HIPERTENSOS AO ATENDIMENTO DE ENFERMAGEM EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 1, p. 146-154, mar. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/56>. Acesso em: 20 jul. 2018.
Seção
Artigos