COMO OS FOTOPOLIMERIZADORES PODEM AFETAR A MICRODUREZA DA RESINA COMPOSTA?

Resumo

A fotopolimerização inadequada das resinas compostas pode ocasionar falhas na restauração, como microinfiltração marginal, resistência ao desgaste e falhas na dureza do material restaurador. A microdureza das resinas compostas é de extrema importância, pois afeta a propriedade mecânica, podendo causar uma perda prematura da restauração. Diante disso, essa revisão de literatura tem como objetivo identificar os fatores que interferem na microdureza das resinas compostas durante a sua polimerização, para assim evitar a ocorrência do insucesso das restaurações. Para tanto, foi realizada uma busca bibliográfica nos bancos de dados Google Scholar, PubMed e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) com o emprego dos descritores: resina composta, fotopolimerizador, restauração, polimerização e microdureza. Alguns fatores importantes foram observados: aspectos como intensidade e colimação da luz usada e seu comprimento de onda, o material e a técnica escolhida, o tipo e a quantidade do fotoiniciador presente no material e as características do aparelho fotopolimerizador. Para concluir, é fundamental conhecer o aparelho de luz selecionado e as propriedades do material restaurador para otimizar seus resultados, prevenir falhas na dureza do material e assim proporcionar restaurações mais duradouras.
Publicado
2021-09-13
Como Citar
ROMBALDO, Anna Carolina Cenci Matick et al. COMO OS FOTOPOLIMERIZADORES PODEM AFETAR A MICRODUREZA DA RESINA COMPOSTA?. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3963, set. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3963>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos