LEVANTAMENTO DOS NOVOS CASOS DE SARS-COV: ANÁLISE COMPARATIVA DE CRESCENTE POSITIVA ENTRE A 14° E 15° REGIÃO DE SAÚDE DO PARANÁ DURANTE O PERÍODO DE MARÇO A JUNHO DE 2020

  • Agne Guedes Oliveira UNINGÁ - Centro Universitário Ingá
  • Cláudia Luíza de Melo Américo UNINGÁ - Centro Universitário Ingá

Resumo

Embora o novo coronavírus só tenha sido identificado em 7 de janeiro de 2020 pelo Chinese Center of Disease Centrol and Prevention, o primeiro caso aludido ao COVID-19 ocorreu em dezembro de 2019 na China e em sequência o número de infectados aumentou em grande escala. O agente etiológico da doença é o SARS-CoV-2, o qual possui grande semelhança com o SARS-CoV e com o coronavírus encontrado em morcegos e pode acometer de forma grave o trato respiratório. Em março foi declarada pandemia mundial e, no mesmo mês, foi confirmado o primeiro caso no Paraná. Assim tem-se por objetivo levantar, analisar e apresentar de forma comparativa os números referentes ao aumento de casos confirmados da COVID-19 na 15ª e 14ª Regiões de Saúde do estado do Paraná. Para isso será feito um estudo quantitativo, transversal com dados advindos dos boletins epidemiológicos fornecidos pelo governo do estado do Paraná referente aos casos confirmados de COVID-19 nas regiões mencionados entre 12/03/2020 e 31/05/2020. Como se trata de uma análise de dados pertencentes a bancos de dados públicos o trabalho não foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa. Quanto aos resultados, no estado do Paraná o primeiro caso confirmado do vírus se deu em 12 de março de 2020. O primeiro caso registrado na 15° Região de Saúde foi registrado no dia 18 de março de 2020, durante o primeiro mês de enfrentamento foram registrados 0,71 casos por dia em Maringá (cidade polo). Em abril o crescimento foi, em média, de 1,63 casos por dia e em maio, em média, de 3,35 casos por dia apresentando aumento médio de 1,72 casos diários de um mês para o outro. O primeiro caso confirmado da infecção viral na 14° Região de Saúde foi em 24 de março de 2020, no primeiro mês foi mantido a média de 0,28 casos por dia em Paranavaí (cidade polo). No mês de abril a média foi de 1 caso por dia, elevando para 1,87 casos por dia no mês de maio. Até a data estudada 60% dos municípios da 15ª região e 82,14% dos da 14ª foram infectados, sendo nesta última a maior taxa de contágio. Quanto aos óbitos por COVID-19, foram contabilizados 9 nas duas regiões. Com efeito, contatou-se, que o índice de disseminação viral (geográfico e interpessoal) durante o período estudado foram maiores na 14° Região em comparação a 15°, mesmo levanto em consideração o maior fluxo de pessoas, serviços, habitantes e o surgimento tardio do primeiro caso confirmado na região do vírus da última em relação a primeira.
Publicado
2021-01-22
Como Citar
OLIVEIRA, Agne Guedes; AMÉRICO, Cláudia Luíza de Melo. LEVANTAMENTO DOS NOVOS CASOS DE SARS-COV: ANÁLISE COMPARATIVA DE CRESCENTE POSITIVA ENTRE A 14° E 15° REGIÃO DE SAÚDE DO PARANÁ DURANTE O PERÍODO DE MARÇO A JUNHO DE 2020. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 57, n. S1, p. 051-052, jan. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3863>. Acesso em: 03 mar. 2021.
Seção
Anais do 1º Congresso Interligas de Medicina UNINGÁ