FRATURAS PROVOCADAS POR ACIDENTES DE MOTOCICLETA

Resumo

As lesões e os traumas advindos dos acidentes de moto continuam provocando um importante impacto econômico e social. Por isso, o objetivo do estudo foi estimar a prevalência de fraturas advindas de acidentes de trânsito, com o envolvimento de motocicletas, ocorridos em Maringá, terceira maior cidade do Paraná, no ano de 2018, segundo a avaliação dos socorristas do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE). Tratou-se de um estudo descritivo exploratório de caráter quantitativo, que utilizou o sítio eletrônico do Corpo de Bombeiros do Paraná, sendo que foram coletados dados sobre o número e o tipo de acidentes, números de vítimas, gênero, idade e gravidade da lesão. O total de acidentes com moto foi de 2312 (67,4% do total), com 2758 vítimas. Destas, 453 sofreram fraturas (16,4%), sendo a maioria homens (72,8%). As fraturas ocorreram mais em Membros Inferiores (MMII) (43,5%) e Membros Superiores (MMSS) (40,0%). Assim, faz-se necessário a implantação de ações e políticas voltadas à prevenção de acidentes dessa natureza, especialmente equipamentos de proteção individual para diminuir a gravidade das fraturas em membros e na coluna vertebral.
Publicado
2021-03-11
Como Citar
BARBOZA JUNIOR, Reinaldo da Silva; GOLIAS, Andrey Rogério Campos. FRATURAS PROVOCADAS POR ACIDENTES DE MOTOCICLETA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3756, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3756>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos