AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA EM SURTO DE IMPETIGO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Resumo

A Vigilância Sanitária é responsável por ações de prevenção de riscos e intervenções sanitárias decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e controle da prestação de serviços, incluindo o controle de bens de consumo e, processos da produção que se relacionam com a saúde. O objetivo do estudo foi relatar as ações tomadas pela Vigilância Sanitária no surto de impetigo na população infantil (de zero a cinco anos), usuária de Centros Municipais de Educação Infantil. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, utilizando como técnica de coleta de dados a pesquisa documental, nas coordenações de Vigilância Epidemiológica e Sanitária do município de Senador Canedo, Goiás, Brasil. O surto de impetigo ocorreu no mês de novembro e dezembro de 2018 e a coleta de dados para pesquisa ocorreu no período de setembro a novembro de 2019. Ações articuladas de orientações quanto as medidas de higiene e desinfecção aos envolvidos em surto de impetigo são fundamentais para controle e manejo adequado. As atividades sanitárias devem estar pautadas na proteção e defesa da saúde individual e coletiva.
Publicado
2021-03-29
Como Citar
MACHADO, Fabiana Silva et al. AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA EM SURTO DE IMPETIGO: RELATO DE EXPERIÊNCIA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3709, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3709>. Acesso em: 19 abr. 2021.
Seção
Artigos