CISTO PERIODONTAL APICAL EXTENSO EM MAXILA: RELATO DE CASO

Resumo

O cisto periodontal apical representa a patologia de natureza inflamatória mais comum entre os cistos odontogênicos, correspondendo a cerca de 60% dos cistos da maxila e mandíbula. Está associado ao ápice de um dente desvitalizado e geralmente é assintomático, acometendo com mais frequência a região anterior da maxila. Paciente 44 anos, leucoderma, apresentou uma lesão de grande proporção assintomática localizada em região anterior da maxila. Ao exame clínico foi possível observar aumento de volume associado ao apagamento do sulco gengivolabial, além de teste de vitalidade pulpar negativo nas unidades dentárias #13, #12, #11, #21 e #22. Radiograficamente, apresenta-se como uma imagem radiolúcida unilocular bem definida circundando os ápices das respectivas unidades dentárias. Foi realizada uma punção aspirativa, evidenciando secreção piossanguinolenta, reforçando a suspeita diagnóstica de cisto periodontal apical. Foram realizadas duas punções aspirativas por semana, durante duas semanas, seguidas de injeção intralesional de Rifocina. Após a quarta sessão, foi realizada abordagem cirúrgica para enucleação da lesão. A radiografia panorâmica pós-operatória de 45 dias evidenciou neoformação óssea. Desta forma, é possível constatar que a abordagem cirúrgica consiste em uma opção terapêutica resolutiva, principalmente em lesões extensas.
Publicado
2021-07-14
Como Citar
MOREIRA, Rebeca Ferreira; AGUIAR, Onaldo; BRITO, Thainá Araújo Pacheco. CISTO PERIODONTAL APICAL EXTENSO EM MAXILA: RELATO DE CASO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3691, jul. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3691>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos