ANTROSTOMIA MAXILAR MEDIANTE ACESSO DE CALDWELL-LUC: RELATO DE CASO

Resumo

Apesar de consagrada na literatura, a antrostomia endoscópica nem sempre consegue fornecer acesso absoluto à mucosa do seio maxilar, fato que suscita debates a respeito da sua extensão. A antrostomia mediante acesso de Caldwell-luc é realizada há mais de 120 anos, com anestesia geral ou local, e busca garantir maior visibilidade da área explorada. Sendo assim, o presente caso versa sobre paciente do sexo feminino, 40 anos, que comparece ao ambulatório de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial do Hospital do Oeste - Barreiras (BA) para avaliação. Refere sinusite crônica há aproximadamente um ano, após tratamento endodôntico, com constante obstrução nasal em lado direito e sem melhora com uso de medicamentos. O tratamento proposto foi a antrostomia maxilar com acesso de Caldwell-luc, com anestesia geral, seguido da instalação de dreno rígido para irrigação direta em seio maxilar, através de abertura na parede lateral da cavidade nasal do lado acometido. A antrostomia mediante acesso cirúrgico de Caldwell-luc é um procedimento clássico na literatura, tendo permanecido como técnica cirúrgica hegemônica para tratamento de sinusites até o surgimento da cirurgia endoscópica funcional, que possibilitou uma técnica menos invasiva. No entanto, os avanços da cirurgia endoscópica esbarram na limitação da área acessada neste tipo de procedimento. Apesar das possíveis complicações relacionadas à técnica, a cirurgia de Caldwell-luc permanece como um método viável para tratamento de morbidades do seio maxilar.
Publicado
2021-03-11
Como Citar
FIALHO, Priscila Vital et al. ANTROSTOMIA MAXILAR MEDIANTE ACESSO DE CALDWELL-LUC: RELATO DE CASO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3446, mar. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3446>. Acesso em: 19 abr. 2021.
Seção
Artigos