IMPLICAÇÕES DA INSUFICIÊNCIA/DEFICIÊNCIA DA VITAMINA D NAS DOENÇAS AUTOIMUNES: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Resumo

A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel com amplitude de efeitos biológicos que extrapolam a regulação do metabolismo do cálcio e da saúde óssea, que alcança preponderante papel na manutenção da homeostase sistêmica, relacionado ao crescimento, diferenciação e apoptose celular, regulação dos sistemas imunológico, cardiovascular e muscular e ao metabolismo da insulina; além de participar da modulação direta ou indireta de cerca de 3% do genoma humano. Frente o exposto, e considerando as graves complicações advindas da deficiência de vitamina D para a saúde e qualidade de vida, propôs-se neste trabalho um estudo descritivo, o qual relaciona a insuficiência/deficiência desta vitamina a algumas doenças autoimunes como o lúpus eritematoso sistêmico, o diabetes mellitus, a esclerose múltipla, a artrite reumatoide e a doença inflamatória intestinal (Doença de Crohn). Este estudo foi desenvolvido a partir de 58 artigos, dentre os quais incluem os de revisão, artigos originais de pesquisas clínicas e experimentais, publicados entre 2008 a 2020, obtidos a partir da pesquisa no banco de dados Pubmed®, Google Acadêmico e Scientific Electronic Library Online (SCIELO). Com base nos estudos relacionados às doenças autoimunes, pode-se concluir que a vitamina D exibe função imunomoduladora crucial, garantindo eficiente sistema de proteção. Estudos que versam sobre a suplementação de vitamina D, tanto para a prevenção quanto para o tratamento das doenças autoimunes existentes são necessários e de grande valia para o entendimento dessas implicações. 
Publicado
2021-04-09
Como Citar
ALVES, Angela Maria Pereira et al. IMPLICAÇÕES DA INSUFICIÊNCIA/DEFICIÊNCIA DA VITAMINA D NAS DOENÇAS AUTOIMUNES: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3437, abr. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3437>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos