LEVANTAMENTO DOS DIAGNÓSTICOS ESTABELECIDOS A PARTIR DE TÉCNICAS DE BIÓPSIA REALIZADAS NAS CLÍNICAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIPAR

Resumo

O presente estudo buscou levantar dados acerca dos procedimentos de biópsia realizados na Clínica Odontológica da Universidade Paranaense – Campus Francisco Beltrão, com o intuito de determinar o número de biópsias realizadas nos últimos seis anos, os diagnósticos mais frequentes, bem como, o número de vezes em que houve a confirmação da hipótese diagnóstica. Trata-se de uma pesquisa de campo, de caráter retrospectivo, quantitativo, documental e descritivo, coletando dados secundários, de forma indireta através de prontuários e fichas de biópsia disponíveis nos acervos da Universidade, os quais foram analisados e posteriormente apresentados em forma de trabalho de conclusão de curso. Como resultados, obteve-se uma amostra equivalente a 51 fichas, sendo que as patologias mais frequentes foram a Hiperplasia Fibrosa Inflamatória e Atipias do Tecido Epitelial. A hipótese diagnóstica foi confirmada a partir do laudo histológico na grande maioria das vezes, totalizando 66%. Concluiu-se que o conhecimento dos cirurgiões-dentistas a respeito das lesões orais para indicação de exames complementares, escolha da técnica de biópsia adequada e decisão terapêutica correta é indispensável e determinante para o prognóstico dos pacientes.
Publicado
2021-08-11
Como Citar
DEZINGRINI, Gabriela Piaia; PIRES, Marina; GUERRA, Letícia de Freitas Cuba. LEVANTAMENTO DOS DIAGNÓSTICOS ESTABELECIDOS A PARTIR DE TÉCNICAS DE BIÓPSIA REALIZADAS NAS CLÍNICAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIPAR. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3355, ago. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3355>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos