ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA PÉLVICA NO TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES MICCIONAIS E SEXUAIS EM PACIENTES PROSTATECTOMIZADOS: REVISÃO INTEGRATIVA

Resumo

Nos últimos anos houve prevalência do câncer de próstata na população masculina, atingindo principalmente homens com mais de 65 anos. O principal tratamento cirúrgico é a prostatectomia radical total. Podendo ocorrer, como qualquer outra cirurgia, riscos e consequências danosas, pois o procedimento pode prejudicar o sistema urogenital. A fisioterapia pélvica atua como tratamento conservador, visando à reabilitação da função miccional e sexual desses indivíduos. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com o objetivo de realizar o levantamento das intervenções fisioterapêuticas usadas nas disfunções causadas pela cirurgia, das publicações dos últimos 10 anos. A busca deu-se pelas bases de dados: BVS, Scielo, Pubmed e Pedro, através dos descritores, e suas combinações, Prostatectomia, Fisioterapia, Incontinência Urinária, e Disfunção erétil. Foram encontrados 337 artigos com o cruzamento dos descritores, porém apenas 184 foram publicados nos últimos 10 anos. A amostra final, após aplicabilidade dos critérios de inclusão e exclusão, resultou-se em 12 artigos. Observou-se o treinamento dos músculos do assoalho pélvico, a estimulação elétrica, a biofeedback, pilates e terapia comportamental como intervenções fisioterapêuticas utilizadas no tratamento conservador; percebeu-se que as terapias associadas apresentaram maior eficácia frente à disfunção miccional, porém na disfunção sexual a fisioterapia pélvica não tem efeito total sobre a disfunção erétil; podendo concluir-se que as intervenções fisioterapêuticas têm grande importância no tratamento das disfunções miccionais e sexuais, pois possibilita aos pacientes o retorno das suas funções urinárias, apesar de não promover melhora total da sua função sexual.
Publicado
2021-07-01
Como Citar
DE FRANÇA, Rocilda Nogueira et al. ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA PÉLVICA NO TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES MICCIONAIS E SEXUAIS EM PACIENTES PROSTATECTOMIZADOS: REVISÃO INTEGRATIVA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 58, p. eUJ3071, jul. 2021. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/3071>. Acesso em: 28 set. 2021.
Seção
Artigos