ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE DENTES SUPRANUMERÁRIOS DIAGNOSTICADOS PELA RADIOGRAFIA PANORÂMICA

  • Paulo Nemuel Silvério
  • Suzimara Géa Osório
  • Agenor Osório
  • Polyane Mazucatto Queiroz Centro Universitário Ingá

Resumo

Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de analisar dados epidemiológicos, em prontuários, avaliando a prevalência dos dentes supranumerários pela radiografia panorâmica. A amostra constituiu-se de 3200 prontuários de pacientes atendidos no Centro Universitário UNINGÁ, entre o ano de 2008 e 2018, destes 762 prontuários estavam dentro da proposta. Foram avaliadas radiografias panorâmicas de pacientes com idade de 6 a 16 anos, em 104 prontuários foram diagnosticados a presença de dentes supranumerários. A prevalência dos dentes supranumerários foi de 13,65% dos pacientes, sendo 44,2% do gênero feminino e 55,8% do gênero masculino. Em todos os prontuários observou-se a presença de um único dente supranumerário. Em 55,8% dos casos na região anterior de maxila, 20,2% na região de pré-molares superiores. Pode-se concluir que a região anterior de maxila foi o local mais acometido, seguido pela região de pré-molares inferiores e a menos acometida foi a de molares inferiores.
Publicado
2019-07-17
Como Citar
SILVÉRIO, Paulo Nemuel et al. ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE DENTES SUPRANUMERÁRIOS DIAGNOSTICADOS PELA RADIOGRAFIA PANORÂMICA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. S5, p. 115-121, jul. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2998>. Acesso em: 18 ago. 2019.