PERFIL E INCIDÊNCIA DE DIABETES MELLITUS TIPO II NO BRASIL, NO PARANÁ E EM MARINGÁ

  • Edipo Fabricio Vendrame unicesumar
  • Deivini Alves de Souza
  • Vanessa Marin Gruska
  • Micaeli Silva Belgamazzi Unicesumar
  • Fábio Rezende Silva
  • Cristiane Vinhaes Gracindo

Resumo

O Diabetes Mellitus é uma das doenças crônicas que mais afeta a população mundial, sendo assim, o presente estudo teve o objetivo de analisar os fatores sociais associados à expressão gênica que demonstre influência na susceptibilidade a diabetes mellitus tipo 2, avaliando a prevalência em pacientes no Brasil, no estado do Paraná e em específico a cidade de Maringá localizada no Norte do Paraná. Realizou-se um estudo quantiqualitativo, vinculando o diabetes mellitus tipo 2 aos fatores de risco - obesidade, sedentarismo e tabagismo - a idade e ao sexo dos portadores dessa comorbidade, com base em coleta de dados nos anos de 2008 a 2013 a partir do banco de dados do DATASUS, Informações de Saúde (TABNET) e Hipertensão e Diabetes (HIPERDIA). Com o presente estudo, verificou-se que o índice de sobrepeso apresenta declínio com o passar dos anos. O tabagismo apresentou maiores índices no estado do Paraná e é o fator de risco que parece ter menos influência sobre a apresentação de diabetes mellitus tipo 2. Observou-se declínio dos índices de sedentarismo na cidade de Maringá e no Brasil em contrapartida ao aumento no estado de Paraná. A cidade de Maringá apresenta os maiores índices de variação na análise dos fatores de risco citados, porém, quanto a prevalência relacionada à idade, em Maringá o início da doença se apresenta mais tardiamente em comparação as outras regiões. A prevalência da doença em relação ao sexo, se mantem constante na cidade de Maringá, porém apresenta variação entre pais, estado e cidade. Em suma, pode-se concluir que é pertinente a ligação de fatores ambientais relacionados aos hábitos de vida com a apresentação clínica de DM2, indicando a necessidade imprescindível da implantação de programas de intervenção multidisciplinares visando a diminuição do aparecimento da doença e melhorar a qualidade de vida aos pacientes acometidos com DM2.
 
Palavras – chave: Diabetes Mellitus tipo 2; Fatores de risco; Território.
Publicado
2019-06-02
Como Citar
VENDRAME, Edipo Fabricio et al. PERFIL E INCIDÊNCIA DE DIABETES MELLITUS TIPO II NO BRASIL, NO PARANÁ E EM MARINGÁ. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 2, p. 34-43, jun. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2775>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Artigos