AGENTES ANTIFIBRINOLÍTICOS NA PRÁTICA ANESTÉSICA ATUAL: QUAIS AS EVIDÊNCIAS PARA SEU USO

  • Fabiana Regiani
  • Leandro Antonio Leles da Silva

Resumo

Avaliar o papel dos agentes antifibrinolíticos como parte de uma estratégia moderna de prevenção de sangramento em pacientes com risco de hemorragia perioperatória e pós operatória em cirurgia cardíaca ou não cardíaca, trauma ou parto. Resume a literatura da última década com relevância para a prática anestésica e cirúrgica diária, para apoiar a tomada de decisões clínicas e para aprimorar o conhecimento sobre o tema. Trata-se de um levantamento bibliográfico de artigos científicos atuais, relacionados ao tema nas seguintes bases de dados: Medline, Lilacs e Scielo. As pesquisas mostram uma redução de sangramento intraoperatório que se estende ao período pós operatório. Verificou-se a redução no número de transfusão de concentrado de hemácias, perda sanguínea intraoperatória e consequente redução de morbidade e mortalidade referentes às complicações cirúrgicas e transfusionais.
Publicado
2018-12-14
Como Citar
REGIANI, Fabiana; SILVA, Leandro Antonio Leles da. AGENTES ANTIFIBRINOLÍTICOS NA PRÁTICA ANESTÉSICA ATUAL: QUAIS AS EVIDÊNCIAS PARA SEU USO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. S2, p. 112-120, dez. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2707>. Acesso em: 17 jun. 2019.