ANÁLISE DE MORTALIDADE HOSPITALAR EM PACIENTES IDOSOS SUBMETIDOS À CIRURGIA DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO

  • Naiara Caroline Makiniks
  • Luiz Eduardo Guiselli Gallina

Resumo

Cirurgia de revascularização do miocárdio é um dos procedimentos cirúrgicos mais comumente realizados, com aproximadamente 400.000 cirurgias realizadas anualmente nos EUA. Em nosso serviço, Hospital Norte Paranaense (HONPAR), em 2016 foram realizadas 1487 cirurgias, sendo no primeiro trimestre de 2016 – 124 cirurgias. O artigo tem como objetivo identificar fatores preditores relacionados à mortalidade intra-hospitalar em pacientes maiores de 65 anos submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio. Foi selecionada uma amostra de 26 pacientes maiores de 65 anos submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica no HONPAR (Hospital Norte Paranaense) no período de janeiro a março de 2016.  Os resultados demonstraram que a incidência de mortalidade intra-hospitalar foi 23%, sendo que todos pacientes que vieram a óbito desenvolveram lesão renal aguda (LRA) no pós-operatório. Não houve significância estatística na correlação entre outros fatores avaliados e mortalidade hospitalar.
Publicado
2018-12-07
Como Citar
MAKINIKS, Naiara Caroline; GALLINA, Luiz Eduardo Guiselli. ANÁLISE DE MORTALIDADE HOSPITALAR EM PACIENTES IDOSOS SUBMETIDOS À CIRURGIA DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. S2, p. 90-95, dez. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2685>. Acesso em: 21 set. 2019.