RELAÇÃO ENTRE PNEUMOCONIOSES E O CÂNCER DE PULMÃO

  • Camila Tonet Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves
  • Rogério de Menezes Chultz
  • Melissa Freire Zimmer
  • Nilton Oliveira Silva

Resumo

INTRODUÇÃO: O câncer de pulmão associado às pneumoconioses é considerado ocupacional. Originado pela exposição a agentes carcinogênicos presentes no ambiente de trabalho. As pneumoconioses são pneumopatias relacionadas à inalação de poeiras em ambientes de trabalho. A carcinogênese é multicausal, existindo diversos fatores envolvidos neste processo que interagem. A história ocupacional é de fundamental importância para o levantamento das hipóteses diagnósticas. OBJETIVO: Investigar a relação de causalidade entre câncer de pulmão e pneumoconioses. MÉTODO: Trata-se de um estudo de revisão de literatura. DISCUSSÃO: As pneumoconioses são doenças respiratórias, não neoplásicas, ocasionadas por exposição a poeiras minerais de diferentes agentes químicos e físicos. Existem vários tipos de pneumoconiose, causadas por tipos diferentes de agentes, entre elas as mais prevalentes são a silicose, asbestose, pneumoconiose de poeira mista, do carvão (PTC); sendo a silicose a mais frequente, seguida da asbestose. A sílica possui poder genotóxico que pode afetar diretamente o DNA das células. O amianto é considerado uma substância de alto potencial cancerígeno em quaisquer das suas formas, podendo causar dano oxidativo ao DNA das células. O risco de câncer pulmonar é maior em pacientes com exposição ocupacional e que possuem contato direto com substâncias cancerígenas, durante a fase de absorção, onde partículas minúsculas de poeira inalada se depositam nos alvéolos, causando danos ao pulmão. CONCLUSÃO: Portanto, não existe real relação entre pneumoconioses e o câncer de pulmão, apenas semelhanças entre o processo de fibrogênese e a carcinogênese. A mistura de substâncias juntamente com outros fatores associados, podem levar a formação do câncer.
Publicado
2019-11-22
Como Citar
TONET, Camila et al. RELAÇÃO ENTRE PNEUMOCONIOSES E O CÂNCER DE PULMÃO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 4, p. 177-186, nov. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2682>. Acesso em: 08 dez. 2019.
Seção
Artigos