PANCREATITE AGUDA NO TRAUMA ABDOMINAL FECHADO: RELATO DE CASO

  • Karina Ancioto
  • Ricardo Yaedo
  • Letícia Emi Tokuda
  • Maycon de Morais da Silva

Resumo

RESUMO


 A Pancreatite aguda traumática é uma causa incomum de pancreatite, de acordo com a literatura, porém pode evoluir de forma grave.  No caso relatado, uma adolescente de 16 anos evoluiu com pancreatite aguda após trauma de abdome fechado, apresentando algumas intercorrências na evolução do quadro, porém com desfecho favorável. Amilase de entrada era de 1.157 U/L (VR 125 U/L).  Os critérios de clínicos de gravidade como Ranson e APACHE II e tomográfico com escore de Balthazar revelaram mortalidade de 3 a 8%. A tomografia computadorizada de entrada evidenciou contusão pancreática com dilatação do ducto pancreático principal. A paciente foi submetida a laparotomia, onde foi realizada rafia da lesão pancreática e controle da hemorragia em retroperitônio. Paciente apresentou boa evolução do quadro, mesmo tendo evoluído com abscesso pancreático, com necessidade de drenagem cirúrgica.


 


PALAVRAS-CHAVE: Pâncreas; Pancreatite; Trauma; mortalidade.

Publicado
2018-11-30
Como Citar
ANCIOTO, Karina et al. PANCREATITE AGUDA NO TRAUMA ABDOMINAL FECHADO: RELATO DE CASO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. S1, p. 89-96, nov. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2634>. Acesso em: 15 dez. 2018.