O IMPACTO DA LASERTERAPIA NA MUCOSITE ORAL

  • Bianca Amaral Araújo
  • Jéssica Neves Barros
  • Heldo Cesar Figueira Junior
  • Vilmar Divanir Gottardo
  • Samira Salmeron
  • José Ricardo Mariano

Resumo

A mucosite oral é uma das complicações mais comuns e dolorosas induzidas pela radioterapia e/ou quimioterapia, sendo observada com muita frequência nos pacientes submetidos à quimioterapia em altas doses, ao transplante de medula óssea e à radioterapia na região de cabeça e pescoço.   De acordo com o sistema de graduação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a mucosite oral pode ser classificada em quatro graus diversos. Diante dessa gravidade, o presente trabalho tem como objetivo apresentar uma revisão da literatura a cerca do uso do laser de baixa potência como uma terapêutica viável na prevenção e/ou no tratamento da mucosite oral. Com esse fim, foram realizadas buscas nas bases eletrônicas SciElo, MedLine, PubMed e Lilacs.
Publicado
2018-12-20
Como Citar
ARAÚJO, Bianca Amaral et al. O IMPACTO DA LASERTERAPIA NA MUCOSITE ORAL. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. S3, p. 39-46, dez. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2611>. Acesso em: 20 fev. 2019.