SHIVERING PÓS-ANESTÉSICO

  • Allan Américo Cocco
  • Leandro Antonio Leles da Silva

Resumo

Resumo


 


O tremor pós-anestésico, shivering, que ocorre em virtude das reações causadas pelo sistema termorregulador, é uma das consequências mais incômodas do pós-operatório. O shivering ocorre em uma incidência que varia entre 6,3 e 66% e apresenta alguns fatores de risco, sendo que suas prevenções bem como seu tratamento são de responsabilidade do profissional anestesiologista. Este trabalho tem como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre o shivering e elucidar seus mecanismos e suas implicações. Foi realizada uma revisão de literatura nacional e internacional utilizando os bancos de dados MEDLINE, LILACS-BIREME e SCIELO. Foram selecionados artigos que abordam o tema shivering e que foram publicados nos últimos 25 anos. Faz-se necessário um conhecimento a respeito da complexidade do sistema de termorregulação, que é composto por termorreceptores, vias aferentes, sistemas de integração dos estímulos térmicos e vias efetoras. Conclui-se que as medidas não farmacológicas e farmacológicas são propostas para melhor resolução do problema. Na qual a meperedina se mostrou a droga por maior eficácia.


 


PALAVRAS-CHAVE: Shivering, tremores pós-anestésicos, complicações anestésicas, hipotermia, prevenção, tratamento.

Publicado
2018-11-30
Como Citar
COCCO, Allan Américo; DA SILVA, Leandro Antonio Leles. SHIVERING PÓS-ANESTÉSICO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. S1, p. 1-8, nov. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2605>. Acesso em: 15 dez. 2018.