EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NO CONTEXTO LABORAL DA ENFERMAGEM

  • Leovander Lago de Salles Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas
  • Jelber Manzoli dos Anjos

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar através da literatura os equipamentos de proteção individual no contexto laboral da enfermageme a necessidade de utilização dos mesmos. O método utilizado para o estudo foi revisão de literatura acerca do tema, utilizando como recurso de coleta de material os periódicos no período de 1978 a 2018. A estruturação do trabalho emerge-se através de quatro grandes subtemas: primeiro, os aspectos históricos onde se faz uma linha de desenvolvimento histórico e faz menção dos progressos e retrocessos da saúde do trabalhador; por segundo discorre-se sobre os riscos ocupacionais que foram divididos de acordo com os riscos: químicos, físicos, biológicos e ergonômicos; em seguida aborda-se sobre os Equipamentos de Proteção Individual que são úteis na prevenção de acidentes ocupacionais (eles foram divididos de acordo a sua utilização no meio hospitalar) e enfim, menciona-se sobre estratégias de educação de biossegurança, a necessidade de se fazer educação continuada dos profissionais no âmbito hospitalar. Nos resultados e discussão foi ressaltado e levantado o problema das altas sobrecargas de trabalho, o dimensionamento inadequado do quadro de profissionais e a carência de EPIs em quantidade e qualidade; por outro lado, os profissionais que pouco dão importância a sua segurança no local de trabalho, resultando na percepção que esses profissionais têm do uso dos EPI’s. Conclusão: Conclui-se que as estratégias educativas são muito importantes nas transformações culturais, porém é necessário a soma de condições e melhorias de trabalho.
 
Palavras-chave: Riscos ocupacionais. Saúde do trabalhador. Exposiçãoaagentesbiológicos.
Publicado
2019-09-26
Como Citar
DE SALLES, Leovander Lago; DOS ANJOS, Jelber Manzoli. EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NO CONTEXTO LABORAL DA ENFERMAGEM. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. S6, p. 134-147, set. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2543>. Acesso em: 20 out. 2019.