FISIOTERAPIA EM MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA – RELATOS DE CASO

  • Ludimila Aparecida Castro
  • Giselle Cunha Machado
  • Ana Paula Nassif Tondato da Trindade Centro Universitário do Planalto de Araxá/Professora

Resumo

A incontinência urinária (IU) é a perda involuntária de urina. Afeta grande parte das mulheres, que muitas vezes não procuram tratamento por desconhecimento ou por vergonha. A fisioterapia tem grande importância no tratamento da IU. Trabalha principalmente com o fortalecimento do assoalho pélvico. O objetivo desse trabalho foi avaliar os efeitos do tratamento fisioterapêutico na incontinência urinária em mulheres que apresentam o quadro de incontinência urinária. Trata-se de um estudo de caso, quali-quantitativo, descritivo e longitudinal, realizada na Fundação ____________. Na avaliação, foram aplicados os questionários de incontinência urinária (ICIQ-SF), pad test, e o teste bidigital. Após avaliação inicial as pacientes foram submetidas ao tratamento fisioterapêutico, que consistia em exercícios para o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico. Foram realizadas 10 sessões de fisioterapia. Foram submetidas ao tratamento três pacientes com idade média de 55,3 anos s. As três voluntárias tiveram 3 gestações. Todas estão acima do peso e uma das participantes apresenta obesidade grau III. Duas praticam atividade física e nenhuma delas faz uso de hormonioterapia. Todas as participantes do estudo apresentam os fatores de risco mais comuns para a IU. Inicialmente todas relataram que a IU afetava a qualidade de vida, sendo que após o tratamento esse impacto já havia diminuído. Através da avaliação pelo teste bidigital todas as participantes apresentaram melhora. Conclui-se que a intervenção fisioterapêutica, nesse grupo estudado, foi eficaz para a qualidade de vida das pacientes.

##submission.authorBiography##

Ludimila Aparecida Castro
Fisioterapeuta - Egressa Uniaraxá
Publicado
2019-04-05
Como Citar
CASTRO, Ludimila Aparecida; MACHADO, Giselle Cunha; TRINDADE, Ana Paula Nassif Tondato da. FISIOTERAPIA EM MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA – RELATOS DE CASO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. S4, p. 39-51, abr. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2312>. Acesso em: 26 abr. 2019.