CONHECIMENTOS DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE SOBRE A TUBERCULOSE NO DECORRER DOS ANOS: REVISÃO DE LITERATURA INTEGRATIVA

  • Luís Felipe Espíndola-Castro Universidade de Pernambuco - UPE

Resumo

A tuberculose é um problema de saúde pública sendo a segunda patologia que mais mata no mundo. Seu diagnóstico e tratamento são ofertados na atenção básica. E os agentes comunitários de saúde podem ser os primeiros profissionais a detectar a patologia em seus pacientes durante as visitas domiciliares. Deste modo, o conhecimento sobre a tuberculose por estes profissionais é imprescindível para o acompanhamento e orientações ao enfermo. O objetivo do presente trabalho é realizar uma revisão de literatura sobre o conhecimento dos agentes comunitários de saúde sobre a patologia no decorrer dos anos. Foi pesquisado nas bases de dados Lilacs e Google Acadêmico, entre os anos de 2008 e 2018 os termos “Agente comunitário de saúde” e “tuberculose”. Foram encontrados 4.470 resultados. E foram selecionados seis artigos que avaliaram o conhecimento dos ACS sobre diagnóstico e tratamento da tuberculose. Foi observado que os trabalhos mais recentes ilustraram um aumento do conhecimento dos profissionais quando comparado aos trabalhos publicados a 10 anos. Estes profissionais estão mais aptos a identificar a patologia, orientar os familiares e acompanhar o enfermo durante o tratamento. Entretanto, em alguns questionamentos, como o método de transmissão da patologia, respostas equivocadas foram observadas. Deste modo, é notório o aumento do conhecimento destes profissionais sobre a tuberculose, contudo, ações educativas continuadas devem ser incentivadas.
Publicado
2019-11-22
Como Citar
ESPÍNDOLA-CASTRO, Luís Felipe. CONHECIMENTOS DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE SOBRE A TUBERCULOSE NO DECORRER DOS ANOS: REVISÃO DE LITERATURA INTEGRATIVA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 4, p. 195-205, nov. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2280>. Acesso em: 08 dez. 2019.
Seção
Artigos