INFLUÊNCIA DA MUDANÇA DE PROTOCOLO DE CLAREAMENTO DENTÁRIO EM CONSULTÓRIO NO RESULTADO ESTÉTICO: CASO CLÍNICO

  • Luís Felipe Espíndola-Castro Universidade de Pernambuco - UPE
  • Mariana Pereira de Souza da Silva
  • Juliana Ferreira Gomes de Oliveira
  • Sérgio Murilo Cordeiro de Melo Filho
  • Gabriela Queiroz de Melo Monteiro

Resumo

Na técnica de clareamento dental, o mecanismo de ação dos géis clareadores está relacionado com a liberação do oxigênio nas estruturas dentais e quebra dos pigmentos de cadeias longas e insaturadas. Algumas apresentações comerciais recomendam que o peróxido de hidrogênio (30% a 38%) seja substituído a cada 15 minutos, realizando 3 aplicações em uma mesma consulta. Entretanto, após este tempo, os agentes ainda continuam a se dissociar, e possuem potencial clareador. Não existem bases consolidadas na literatura que comprovem a necessidade de tal indicação. Assim, o objetivo deste estudo é relatar um caso clínico de clareamento dental em consultório com peróxido de hidrogênio a 35% (Mix One / Villevie), seguindo as recomendações do fabricante e sugerir alterações nos protocolos clareadores. O paciente compareceu à clínica escola da Universidade (ocultado) após tratamento ortodôntico queixando-se de dentes escurecidos. Foi proposto a realização de 2 sessões de clareamento em consultório, em que nos hemiarcos direitos foram realizadas 3 aplicações de 15 minutos (seguindo as recomendações da fabricante) e nos hemiarcos esquerdos a aplicação do gel foi realizada de forma ininterrupta. Após profilaxia, registro da cor com Escala VITA e proteção dos tecidos moles, foram aplicados os géis clareadores nos dentes que compõem o sorriso. Após 15 minutos, foi substituído o gel apenas dos hemiarcos direitos (2x). Decorrido os 45 minutos, foi removido completamente o gel clareador, e realizado novamente o registro de cor. No caso em questão não foram observadas, clinicamente, diferenças de cor entre os hemiarcos tratados com os protocolos distintos. As técnicas realizadas foram eficientes no clareamento dental.

Publicado
2018-10-26
Como Citar
ESPÍNDOLA-CASTRO, Luís Felipe et al. INFLUÊNCIA DA MUDANÇA DE PROTOCOLO DE CLAREAMENTO DENTÁRIO EM CONSULTÓRIO NO RESULTADO ESTÉTICO: CASO CLÍNICO. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 3, p. 130-139, out. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2201>. Acesso em: 19 nov. 2018.
Seção
Artigos