ALERGIAS ALIMENTARES NA INFÂNCIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA

  • Lorena Carolina Santana de Araújo Universidade Federal de Pernambuco
  • Silvio Fabian Ribeiro Torres Centro Universitário do Vale do Ipojuca UNIFAVIP /Wyden
  • Michelle Carvalho Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)/Centro Acadêmico de Vitória (CAV)

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo realizar uma revisão da literatura acerca das alergias alimentares na infância. Foram utilizados os bancos de dados Lilacs, Scielo e PubMed para o levantamento bibliográfico. A alergia alimentar consiste na reação adversa do organismo decorrente da resposta imunológica a certos alimentos. Tem-se observado um aumento na prevalência dessa doença, que apresenta diversas manifestações clínicas, sendo elas cutâneas, gastrointestinais e respiratórias. Vários fatores podem estar associados ao surgimento da alergia alimentar, como uma resposta anormal a algum ingrediente proteico dos alimentos ingeridos, processos imunológicos, herança genética ou anormalidades metabólicas. Os principais alimentos alergênicos são: leite de vaca, ovos, peixes, crustáceos, amendoim, trigo, soja e nozes. A alergia alimentar deve ser tratada com eliminação dos alimentos alergênicos, podendo ser utilizadas fórmulas hipoalergênicas, no caso de lactentes, para o fornecimento de uma dieta adequada.
Publicado
2019-09-05
Como Citar
SANTANA DE ARAÚJO, Lorena Carolina; RIBEIRO TORRES, Silvio Fabian; CARVALHO, Michelle. ALERGIAS ALIMENTARES NA INFÂNCIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 56, n. 3, p. 29-39, set. 2019. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2147>. Acesso em: 20 set. 2019.
Seção
Artigos