AVALIAÇÃO DE INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS DA TUBERCULOSE DO MUNICÍPIO DE SOBRAL, CEARÁ, 2006 A 2016

  • Maria Girlane Sousa Albuquerque Brandão Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • João Victor Paiva Vasconcelos Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • Lívia Moreira Barros Universidade Estadual Vale do Acaraú

Resumo

O objetivo desde trabalho foi avaliar os indicadores epidemiológicos da tuberculose do município de Sobral, Ceará no período de 2006 a 2016. Estudo epidemiológico, descritivo, transversal, retrospectivo, com abordagem quantitativa realizado por meio do Sistema de Informação de Agravos e Notificação (SINAN). No período de 2006 a 2016, foram notificados 2.068 casos novos de tuberculose. Sendo que 65,2% eram do sexo masculino, e 34,7% do sexo feminino. A raça predominantemente atingida foi a parda (74,6%). Quanto a idade, a maior incidência foi entre 35 a 54 anos (33,6%) e 83, 1% eram residentes da zona urbana. O grau de escolaridade da maioria foi inferior ou igual a 8 anos (38,3%). Sobre o tipo de entrada, 86,1 % foram casos novos. A tuberculose pulmonar (86%) foi a mais frequente. E 67,5% dos casos terminaram em cura. A análise epidemiológica da tuberculose é fundamental para a composição de estratégias direcionadas para esse grupo.  

Publicado
2018-10-26
Como Citar
ALBUQUERQUE BRANDÃO, Maria Girlane Sousa; PAIVA VASCONCELOS, João Victor; BARROS, Lívia Moreira. AVALIAÇÃO DE INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS DA TUBERCULOSE DO MUNICÍPIO DE SOBRAL, CEARÁ, 2006 A 2016. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 3, p. 41-51, out. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2065>. Acesso em: 19 nov. 2018.
Seção
Artigos